Simbolos - Oficial Academia Tijuquense de Letras

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Histórico
Símbolos
BRASÃO:
Idealizado pelo acadêmico Antônio Laureano Lima Filho composto por uma caneta tinteiro laureada por dois ramos de louro sobreposto sobre o nome: Oficial Academia Tijuquense de Letras em bordadura em ouro, verde musgo e letras pretas O escudo tem o chefe de fundo branco, A bordadura verde musgo, evoca uma das cores da Bandeira Nacional - um culto à brasilidade. O chefe de fundo branco representa a paz e o berço estendido a ser escrito pelos escritores a caneta representa os trabalhos do acadêmico imortal, bem como suas produções literárias que deverão ser produzidas, expandidas e cultuadas entre seus pares e público em geral. O ramo, de louros em ouro, vem laurear as conquistas históricas passadas, presente e futuras dos trabalhos do povo Tijuquense, rende homenagens aos ceramistas e antigos oleiros. Pescadores e lavradores do município de Tijucas e coroar os presentes escritores desde seus precedentes O nome da instituição em preto, deitado em diagonal como base do brasão, significa  porto seguro e de seus membros acadêmicos.
FAIXA PRESIDENCIAL:
Em branco, verde e amarela, seguindo as cores da bandeira da Academia representando a bandeira do Brasil e as insígnias da Academia, com seu brasão, trazendo em sua roseta um miolo com quarenta pontos diamantados, representando as quarenta cadeiras da Academia tendo o ponto central a representação de seu presidente.
BANDEIRA:
Bandeira Branca bandeira ou pavilhão terá oito módulos de comprimento por cinco módulos de altura em campo argento (branco) representação máxima da paz entre os povos e culturas, credos e raças, oferecendo no centro seu losango ouro referência a bandeira do Brasil como símbolo de ligação as raízes brasileiras.
SELO:
A chancela oficial da Academia de Letras é a nomenclatura brasão da OATL,  CARIMBO Igual ao selo, porém em relevo seco ou marca d’agua para validar e identificar os documentos oficiais. Será usado, sempre que possível, em solenidades realizadas no âmbito da Academia de Letras, podendo revestir fotografias, quadros, placas, esquifes e mesa de honra.

INDUMENTÁRIA:
Beca Investidura oficial do Acadêmico, confeccionada em tecido superior preto com ramos de louro bordada em fios de ouro com menção ao brasão da OATL.
DISTINTIVO DE LAPELA:
Tendo como padrão o brasão, cunhado em metal dourado e preso a haste com o mesmo material, formato em círculo 15 mm, com superfície em metal amarelo. Destina-se à representação simbólica de todos os membros. O uso do distintivo deverá ser utilizado com o traje formal,  justaposto ao lado esquerdo do peito, numa posição central da lapela do paletó, do blazer, ou no colarinho da camisa, blusa ou vestido.
DIPLOMA:
Os Títulos Acadêmicos serão certificados pelo respectivo Diploma com especificações próprias, observando-se um padrão único de moldura, aprovado pela Diretoria Executiva e que deverá ser obrigatoriamente utilizado. Os diplomas serão produzidos ou impressos no tamanho único de 29 cm (largura) e 21 cm (altura).
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal